Acupuntura


Acupuntura é um ramo da Medicina Tradicional Chinesa que consiste na aplicação de agulhas, em pontos definidos do corpo, chamados de "Pontos de Acupuntura", para obter efeito terapêutico em diversas condições.

De acordo com a teoria chinesa, a manipulação das agulhas trabalha a energia vital ou Qi, que flui por meridianos espalhados por todo o corpo é responsável por sua nutrição. Um bloqueio no livre fluxo do Qi causa desarmonias que, conseqüentemente, se transformarão em dor ou doenças.

Na prática, a Acupuntura é uma forma eficaz e importante no tratamento de diversos distúrbios como tendinites, fibromialgia, torcicolos, lombalgias, bursites, protusão e hérnia de disco, além de dores musculares. A Acupuntura também apresenta excelentes resultados no tratamento de enxaqueca, alergia, ansiedade, depressão, insônia, irritabilidade, tensão pré-menstrual (TPM), obesidade, gastrite, além de muitas outras doenças. Outras indicações para acupuntura incluem:
 
- Tratamento da dor pós-operatória
- Tratamento da náusea e dos vômitos pós-quimioterapia
- Complemento no tratamento de viciados em drogas
- Reabilitação de derrame cerebral
- Dores de cabeça
- Cólicas menstruais
- Cotovelo de tenista (um tipo de inflamação do cotovelo)
- Fibromialgia
- Dor miofascial
- Osteoartrite
- Dores lombares
- Síndrome do túnel do carpo
- Asma

O tratamento ocorre de forma simples e suave. É também uma forma mais natural de reestabelecimento da saúde, sem efeitos colaterais e utilizando a própria energia reparadora do indivíduo.


AURICULOTERAPIA (sementinhas na orelha)

Refere-se à técnica de análise e tratamento reflexológico por meio de estímulos no pavilhão auricular; integra o arsenal de técnicas milenares da Medicina Tradicional Chinesa.

A técnica da Auriculoterapia originou-se na China. Em antigos livros do período Han (206 a.C. - 220 d.C.), há referência da comunicação do pavilhão auricular com outras partes do corpo; muitos outros tratados médicos chineses citam a auriculoterapia. Em 1958, os estudos realizados pelo médico francês Paul Nogier apresentam o mapa auricular, o que serviu de impulso para estudos profundos da auriculoterapia.

Os princípios:
A rica inervação do pavilhão auricular conecta-o ao Sistema Nervoso Central e faz com que estímulos na orelha resultem em reações nos órgãos e sistemas do corpo. Além disso, seis canais de energia passam pelo pavilhão auricular, portanto, o estímulo destes canais é refletido nos órgãos e sistemas a que se relacionam.
Os assim chamados "pontos de acupuntura" possuem baixa resistência elétrica, o que possibilita a aparelhagens específicas, capazes de injetar uma corrente elétrica sutil, obterem a sua localização exata. Isto significa uma grande vantagem da Auriculoterapia, pois, no caso da orelha, só existirão pontos se eles estiverem desequilibrados, ou seja, com o correto uso de aparelhagem, ela própria acaba por realizar a avaliação de quais os desequilíbrios existentes.

No tratamento são utilizadas também sementes de diversas plantas para estimulação dos pontos, sendo as mais utilizadas a de mostarda e a de colza.

A Auriculoterapia é especialmente indicada quando se necessita que o paciente “leve o tratamento para casa”. Esta técnica possibilita também a desintoxicação causada por drogas, álcool e nicotina.

Paralelamente aos tratamentos médicos tradicionais (alopáticos), podemos recorrer ao tratamento diferenciado de Auriculoterapia para diversos distúrbios, dos quais citamos apenas alguns como exemplo:

•    Diabetes
•    Distúrbios Endócrinos
•    Labirintite
•    Tendinite
•    Estresse
•    Obesidade
•    TPM
•    Insônia

Contra-indicações
Essa técnica não apresenta efeitos colaterais, como também não interfere nos fármacos, que o cliente possa estar usando.

Novo Hamburgo: (51) 3594 3939 - Porto Alegre (51) 3346 2356
Orthopraxis 2010 - Todos direitos Reservados
Desenvolvido por WPlay